Maringá, 17 de Outubro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
WALTER POPPI
Mais vereadores sim
 



Aumento do número de vereadores em Maringá. É assunto polêmico? Claro que é. É necessário? Claro que é! Inicialmente temos que analisar do ponto de vista legal. Não é de hoje que a Constituição Federal permitiu o aumento. Todos os Municípios do porte de Maringá exerceram esse direito. Menos nós. As razões são obscuras. Parte da imprensa era radicalmente contra, sem no entanto, explicar com clareza os motivos.

O fato é que uma cidade do porte de Maringá, com mais de 400 mil habitantes, não pode ficar com apenas 15 vereadores. Há inúmeros bairros novos na cidade sem qualquer atenção política. As estatísticas do IBGE apontam um vereador para cada 10 mil habitantes. Nesse caso teríamos que ter QUARENTA! Com toda  razão podemos chegar a 23. Os grupos contrários, alegam que Vereador não tem utilidade. Acho que não é esse o caminho.

Vereador não faz obras e nem arruma dinheiro. Isso é atribuição do executivo. A finalidade primordial do EDIL é fiscalizar e elaborar leis. Se os atuais não fazem isso é problema do próprio eleitor , que votou, e que é contra o aumento justamente porque não gosta daqueles  que ele mesmo colocou lá dentro da Câmara. Viram como é complicado?

Não custa lembrar, ainda, que já tivemos vinte e hum vereadores durante longas décadas. Conclue-se, pois, com toda certeza, que estamos  regredindo.

Os grupos favoráveis ao reajuste tem como bandeira principal O futuro. E eles tem razão. Temos de pensar no futuro. A cidade cresce a cada dia, e não podemos ficar sem representatividade política, seja ela  de primeira ou de segunda. No momento a responsabilidade pesa sobre nós. Portanto, temos de pensar com a razão, com a legalidade, e não com o coração ou com desavenças políticas, argumento este incrivelmente implementado por alguns.

Há aqueles eternos grupos que provavelmente comparecerão às sessões do Legislativo para ameaçar vereadores sempre que projetos polêmicos estão em pauta. Estes grupos não representam ninguém, a não ser determinadas facções políticas. Boa parte dos vereadores ficam intimidados, mas alguns os enfrentam e dialogam frente a frente. Não devem influir.

O fato é que estamos num momento crucial para o futuro da cidade. Se a medida não passar pela Câmara, fatalmente, daqui há uns cinco anos seremos considerados responsáveis por mais este retrocesso político.

Repetindo: Boa parte da cidade é contra o aumento, mas ninguém apresenta um argumento justificável, e que venha de encontro aos interesses da comunidade.

Só falar que Vereador não faz nada e que os 15 que estão aí já são o suficiente não é argumento que sobreviva a qualquer debate sobre o assunto.

Aliás, por falar em debate, não vimos até agora nenhum debate público entre os grupos contra e a favor. Cada um fica do seu lado atirando a esmo. Assim não se chega a lugar algum.

E quanto aos vereadores que aí estão? Não seria a hora também para uma conversa de pé de ouvido? Afinal eles são o pivô da questão. Merecida ou imerecidamente são criticados diariamente por conta do aumento. Cabe a eles também se manifestar, independentemente de que eles vão decidir.

Quanto à imprensa, especialmente aquela que exerce certo poder de condução da ideia também de certa parte do povo, precisa ser mais explicita quanto se coloca em posição contrária. Não basta ser contra. Tem de explicar porque. Dizer que Vereador não faz nada não vale.

Finalisando: O futuro da cidade está em jogo. A hora é agora...

 
  
Os artigos, conceitos e opiniões pessoais são de inteira responsabilidade do autor.
23.05.2017
Trimestralidade. Não é somente isso
08.05.2017
Maringá nasceu com preconceito de classe?
18.09.2013
Mensalão: De volta ao inferno?
11.09.2013
E não é que a UMES existe?
05.09.2013
O nome que nos persegue...
28.08.2013
Futebol: Maringá na Série A e agora?
21.08.2013
Porque mexer com as Apaes?
14.08.2013
Quem vai cuidar das escolas?
07.08.2013
Trimestralidade: Agora ou Nunca!
31.07.2013
Que lições o Papa nos deixou?
23.07.2013
O trem Pé Vermelho vem aí
17.07.2013
Walter Poppi
10.07.2013
Samu pede socorro!
03.07.2013
Primeiro a Cozinha, Depois a Copa...
26.06.2013
A voz das ruas
19.06.2013
Circular e vaias
12.06.2013
Aeroporto pisou na bola
05.06.2013


PADRE EDUARDO BELOTTI
Momento de Espiritualidade
WALTER POPPI
Trimestralidade. Não é somente isso
WALDEMAR ALLEGRETTI
Já passou da hora
COLUNISMO SOCIAL
Eventos e Personalidades
DOM ANUAR BATTISTI
Arquidiocese de Maringá
EM DEFESA DO CONSUMIDOR
Confira seus direitos
TIAGO VALENCIANO
Política e Sociedade
OSWALDO FREIRE
Capital Federal
FRANCISCO JOSÉ DE SOUZA
A Lógica do Espiritismo
TATTÁ CABRAL
Ensaio
HENRI JEAN VIANA
Francês Press
ROSE LEONEL
Notícia e Cia.
ORLANDO GONZALEZ
Dois Toques
CARMEM RIBEIRO
Colunista Social
JUAREZ FIRMINO
Balanço Geral
ADEMAR SCHIAVONE
Memórias de um bom sujeito
VERDELÍRIO BARBOSA
Fatos Políticos