Maringá, 21 de Janeiro de 2019
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
04.01.2018
Eleições e Copa do Mundo devem afetar votações no Congresso
As articulações para as eleições e a Copa do Mundo na Rússia devem afetar este ano o andamento das votações no Congresso Nacional, principalmente das propostas consideradas mais polêmicas que, para não atrapalhar o resultado das urnas, devem ser deixadas de lado.

Até agora, além de provocar uma reestruturação de quase todos os partidos políticos, o pleito de outubro tem motivado mudanças em várias bancadas e aproximado parlamentares que buscam reeleição de suas bases eleitorais.

Considerada fundamental pelo governo para o equilíbrio das contas públicas, na retomada dos trabalhos legislativos, a reforma da Previdência deve dominar a pauta primeiramente na Câmara e, se aprovada lá, no Senado.

De acordo com o cronograma estabelecido pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, o início dos debates sobre a proposta de emenda à Constituição (PEC) - que altera as regras de acesso à aposentadoria - está previsto para 5 de fevereiro e a votação foi marcada para começar na semana seguinte ao feriado de carnaval, que este ano terminará no dia 13 de fevereiro, terça-feira.

Aprovada em maio de 2017 pela Comissão Especial, a PEC 287/2016 ainda enfrenta muita resistência para ser analisada em plenário, onde precisa ser aprovada com o apoio mínimo de 308 dos 513 deputados. Desde o início de sua tramitação, o texto é contestado por diferentes grupos, como agentes penitenciários, trabalhadores rurais e servidores públicos que se posicionaram de forma contrária à PEC.

Outro assunto que deve agitar 2018 na Câmara tem a ver com a decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, que determinou a perda do mandato do deputado Paulo Maluf.

Até o fechamento desta reportagem, o presidente da Câmara ainda não tinha apresentado recurso ao STF contra a decisão. Caso esse recurso seja apresentado e acatado pelo Supremo, os deputados terão que decidir em votação aberta no plenário da Câmara o futuro de Maluf.

O ex-prefeito de São Paulo foi condenado em maio pelo STF por lavagem de dinheiro, após ser acusado de usar contas no exterior para lavar valores desviados da prefeitura de São Paulo entre 1993 e 1996. O deputado se entregou à Polícia Federal no dia seguinte à decisão e foi transferido para o Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, na última sexta-feira.

Ainda em fevereiro, a Câmara pode começar a votação da medida provisória que altera alguns pontos da reforma trabalhista, aprovada no ano passado pelos parlamentares.Outras MPs estão na fila para análise, como a que trata do saque do PIS/Pasep (Programa de Integração Social/Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) por idosos, além da medida que estabelece os termos da renegociação das dívidas de estados e municípios com a União.

Reforma tributária
Outra reforma que tem sido defendida pela equipe econômica do governo é a da simplificação tributária. A proposta - que prevê a extinção e substituição de alguns impostos, a adoção da cobrança eletrônica de tributos e outras alterações no regime de tributação do país - ainda está sendo discutida em comissão da Câmara e pode avançar neste semestre.

Fim dos supersalários
Também pode ser discutida no primeiro semestre a proposta que prevê limitação dos salários de agentes públicos, aposentados e pensionistas. O projeto de lei que estabelece um teto remuneratório aguarda parecer do relator na comissão especial antes de ser analisado pelo plenário.

Autonomia da Polícia Federal
Na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), os deputados podem retomar a análise da PEC 412/09 que trata da autonomia da Polícia Federal (PF). A proposta permite a edição de lei complementar com normas que garantam a autonomia funcional e administrativa da PF, nos moldes do Ministério Público. A partir dessa possibilidade, a instituição ganharia independência para elaborar sua proposta orçamentária.

Ano passado, a discussão em torno da PEC foi acalorada e agora deve movimentar a comissão no primeiro semestre deste ano. Por se tratar de uma mudança constitucional, o parecer aprovado pela CCJ ainda deverá ser analisado por uma comissão especial que deverá emitir outro parecer sobre o teor da matéria. Só então a PEC poderá seguir para apreciação do plenário da Câmara.

Foro privilegiado
Outra PEC polêmica que deve ser destaque na pauta da Câmara é a que determina o fim do foro privilegiado para autoridades públicas. A proposta já foi aprovada pelos senadores e pela CCJ da Câmara, mas para avançar, ainda precisa ser analisada por uma comissão especial, já criada pela presidência da Câmara. O colegiado aguarda a indicação de membros, presidente e relator. Encerrada esta etapa, a PEC poderá seguir para plenário.

Saúde
Depois de várias reuniões marcadas pelo embate entre a bancada religiosa e deputadas feministas, a comissão especial que analisa a PEC que considera a vida inviolável desde a concepção deve tentar concluir a votação da matéria. A essência desta PEC é a consensual ampliação da licença maternidade para mães de bebês prematuros, mas um artigo incluído com o objetivo de reforçar a criminalização do aborto impede o avanço da proposta.

O projeto que pretende mudar a legislação que trata dos planos de saúde também deve voltar à pauta na terceira semana de fevereiro. O relator Rogério Marinho (PSDB-RN) apresentou um novo relatório no fim do ano passado depois da polêmica em torno da proposta de parcelamento do reajuste das mensalidades dos planos para idosos.

Senado
Com as principais matérias de 2018 dependendo de votação na Câmara, o Senado deve ficar em compasso de espera. A votação de matérias polêmicas que não tiveram acordo para serem concluídas em 2017 - como a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que prevê a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, que está na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa - e a do projeto que legaliza a união civil homoafetiva (PLS 612/11), que começou a ser debatida no plenário, mas não foi concluída, por resistência da bancada evangélica, deve ser deixada de lado em 2018.

AG Brasil
 
18.01.2019
Nenê vai ser titular no São Paulo
18.01.2019
Confrontos com policiais resultaram em sete mortes em 2018
18.01.2019
Governo anuncia redução de valores em serviços do Detran
18.01.2019
Aumentam denúncias de maus-tratos a animais em Maringá
18.01.2019
IPTU 2019 já rendeu R$ 14,4 milhões
18.01.2019
Terminal Intermodal deve ficar pronto em setembro
17.01.2019
Cyborg admite erros após nocaute
17.01.2019
Governo anula decreto para Hotel Bandeirantes virar museu
17.01.2019
GM atendeu 6 mil ocorrências em 2018
17.01.2019
Mau cheiro em Maringá vem de empresa de fertilizantes, aponta Sema
17.01.2019
Polícia indicia empresário maringaense por feminicídio
16.01.2019
Santos apresenta Soteldo
16.01.2019
Temporal provoca estragos em Maringá
16.01.2019
Brasileiros podem ter até 4 armas de fogo
16.01.2019
Homem é preso ao asfixiar bebê com álcool
15.01.2019
Maringá é destaque em investimentos em educação
15.01.2019
Cursinho UEM está recebendo pré-inscrições
15.01.2019
Ladrões furtam Secretaria do Meio Ambiente
15.01.2019
Restituição do IR começa a pagar hoje R$ 667 milhões
15.01.2019
Idosa morre durante briga entre filho e nora grávida
14.01.2019
Christina Rocha posta foto e impressiona
14.01.2019
Conselho Tutelar será notificado quando aluno faltar a aula
14.01.2019
Prefeitura intima Santa Rita e Hospital do Câncer
14.01.2019
PM apreende entorpecentes, arma e munição
14.01.2019
Ministro italiano agradece a Bolsonaro
14.01.2019
Fevereiro deve ter mutirão de atendimentos especializados
11.01.2019
Alerta contra a dengue
11.01.2019
São Paulo perde para Eintracht
11.01.2019
Parque Estadual em Maringá e Marialva é arquivado
11.01.2019
UEM se manifesta sobre corte de recursos
11.01.2019
PM estoura ponto de tráfico no Conjunto Requião
11.01.2019
Carnês do IPTU continuam sendo entregues em Maringá
10.01.2019
Semob aplicou 914 multas em 2018 por estacionar irregular
10.01.2019
Vagas em creches privadas vão custar R$ 30 milhões
10.01.2019
Governo vai fazer pente-fino no INSS
10.01.2019
Paiçandu registra o primeiro homicídio do ano
10.01.2019
Governo cancela repasse de verbas para obras em Maringá
09.01.2019
Prefeitura deve publicar edital de vagas em creche
09.01.2019
Maringaense será diretor de Igualdade Étnico-racial
09.01.2019
Dívida da Prefeitura com Hospital do Câncer é de R$ 2,6 milhões
09.01.2019
Segurança no Paraná terá integração, planejamento e inteligência
09.01.2019
Quatro pessoas ficam feridas em colisão
08.01.2019
Flamengo quer Bruno Henrique
08.01.2019
Vereador propõe Lei Antivandalismo
08.01.2019
Semob toma medidas para Av. Morangueira
08.01.2019
Maringá Encantada é prorrogada
08.01.2019
Mulher é esfaqueada pela nora
08.01.2019
Prefeitura começa a receber os kits escolares
07.01.2019
Filme sobre Queen vence Globo de Ouro
07.01.2019
Hemocentros precisam de doações na época de férias
07.01.2019
Bolsonaro diz que caixa-preta começou a ser aberta
07.01.2019
Hospital procura família de jovem baleado
05.01.2019
Governo não vai aumentar impostos, afirma Onyx
05.01.2018
4º BPM divulga comparativo entre 2017-2018
05.01.2019
Maringá terá o maior pomar urbano público do Brasil
05.01.2019
Nove presos não retornam após saída temporária
04.01.2019
Boselli confirmado no Corinthians
04.01.2019
Solicitação do passe do estudante já está disponível
04.01.2019
Dólar fecha em queda e Bolsa bate recorde
04.01.2018
Transporte Coletivo em Maringá sem reajuste
03.01.2019
Disney pretende desbancar Netflix
03.01.2019
Schumacher completa 50 anos
03.01.2019
Agência do Trabalhador têm vagas de emprego
03.01.2019
Dólar cai e bolsa bate recorde no primeiro dia do governo Bolsonaro
03.01.2019
Crianças e idoso estão desaparecidos em Maringá
03.01.2019
Prefeitura anuncia abertura de 350 vagas de estágios
02.01.2019
Ministro tomam posse no novo governo
30.12.2018
Aumenta número de microempreendedores em Maringá
30.12.2018
Amanda Nunes vence Cris Cyborg
30.12.2018
Virada de ano em Maringá
30.12.2018
Bandeira tarifária em janeiro será verde
30.12.2018
Prefeito Ulisses Maia avalia os dois primeiros anos de mandato
28.12.2018
Nova ala do HU não tem servidores nem equipamentos
28.12.2018
Feriados atrasam coleta de lixo em Maringá
28.12.2018
Bolsonaro estudar aumentar validade da CNH de 5 para 10 anos
28.12.2018
Prevenção contra dengue e escorpiões deve se intensificar
28.12.2018
Árvore dos desejos é mantida na Catedral
28.12.2018
Morre menino atropelado na véspera de Natal
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Avenida Store
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual