Maringá, 22 de Junho de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
04.05.2018
Descarte ilegal é investigado pelo Meio Ambiente
A Prefeitura de Maringá, por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal (Sema), recebeu nessa quinta-feira (3) uma denúncia, de maneira informal, sobre o descarte irregular de produtos danosos a natureza.

A reclamação em questão, não oficializada pelo denunciante, se refere a embalagens de veneno deixadas na Praça Todos os Santos, localizada na Zona Dois, próximo ao Cemitério Municipal.

Mediante fotografias retiradas ainda na quarta-feira (2), quando se deparou com a situação, o autor dos registros informou que ao menos dois pacotes, de um produto não identificado inicialmente, mas com informações em letras grandes sobre o risco do descarte ilegal, foram encontrados na Praça. Em virtude da ação do vento somado a presença de crianças no entorno da região, o risco de uma contaminação gerou a necessidade do encaminhamento do ocorrido para as autoridades municipais.

De acordo com o gerente de Fiscalização Ambiental da Sema, Erival Adorno, apesar da não oficialização da denúncia na entidade, o relato do homem que denunciou a situação é importante, entretanto, necessita de maiores investigações antes de se chegar a uma conclusão. Por conta da dificuldade em se chegar ao responsável pelo descarte dos recipientes plásticos, o objetivo será averiguar quando e por quem o veneno foi adquirido. A principal informação até o momento se deve a disponibilidade do material pela empresa, de Foz do Iguaçu, mas que até o final da tarde de ontem ainda não havia respondido aos chamados da Prefeitura.

“Conseguimos identificar que o estabelecimento não é de Maringá, é de Foz, mas a empresa não tem cadastro divulgado e os telefones para contato até o momento não atendem. Ainda não podemos afirmar de onde surgiram estes materiais com resíduos químicos, mas com um contato com a empresa o trabalho será facilitado”, explica Adorno. Sem os pacotes, porém, sob posse das fotografias, o gerente de Fiscalização também conseguiu identificar que o produto se refere a veneno utilizado para matar insetos e com potencial risco para humanos, especialmente crianças.

Segundo Erival, independente do produto em questão, pelo fato de variados tipos de venenos oferecerem problemas para a saúde humana, estes recipientes não deveriam estar jogados em locais públicos, principalmente uma praça, com presença de pessoas pelos arredores. Na embalagem, além de explicações da própria empresa sobre a proibição de descarte em lixo comum, há informações expressivas sobre o perigo de ingerir, inalar e até mesmo entrar em contato com a pele.

Mesmo com a ausência de informações específicas até o momento, Erival garante que itens tóxicos, como venenos ou agroquímicos gerais, devem ter o cuidado de todas as pessoas, desde quem vende, compra e até quem se depara com uma embalagem. “Há itens de uso sanitário que podem ser jogados no lixo comum, por exemplo. Mas quando há inscrições na embalagem e este químico pode gerar risco, a pessoa tem que ter responsabilidade de devolver no estabelecimento em que comprou”, explica.

Há situações, inclusive, em que comprador é obrigado a devolver os recipientes após o uso, para que eles sejam lavador, esterilizados, triturados, derretidos e colocados em uma forma, para reutilização segura para o humano e a natureza.

Por parte da equipe da Fiscalização Ambiental de Maringá os trabalhos de investigação terão continuidade nos próximos dias. Em caso de conclusão dos trabalhos e o conhecimento dos responsáveis pelo descarte ilegal, possivelmente por uma empresa, o estabelecimento será notificado e advertido para que a postura sobre o manejo destes materiais tóxicos seja alterada. Em caso de reincidência, uma multa será aplicada mediante análise do grau de impacto ao meio ambiente.

Matheus Gomes
Foto - Reprodução
 
21.06.2018
Trump assina ordem para impedir separação familiar
21.06.2018
CR7 pode quebrar recorde
21.06.2018
Vacinação é liberada para todos os profissionais da educação de Maringá
21.06.2018
Mulher tenta matar marido por causa de drogas
20.06.2018
Operação Marquise 2018
20.06.2018
Cocamar implanta Canal de Ética
20.06.2018
Escolas municipais e CMEI’s serão dispensados para jogos da Copa
20.06.2018
Sasc promove a Semana de Prevenção sobre Drogas
20.06.2018
Já está tudo armado para soltar Lula
20.06.2018
PC continua investigando a morte de Beatriz
19.06.2018
Semulher prepara implantação do botão do pânico
19.06.2018
Os momentos mais vergonha alheia dos repórteres
19.06.2018
Prefeitura e Sanepar não entram em acordo
19.06.2018
Prefeitura de Maringá pretende aumentar o quadro de funcionários
19.06.2018
EXPO IMIN 2018 será realizada pela primeira vez na cidade de Maringá
19.06.2018
Lei Seca soma dados positivos após 10 anos
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual