Maringá, 17 de Janeiro de 2019
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
21.05.2018
Moro: não há prazo para fim da Lava Jato
Nova York - Sérgio Moro, o juiz responsável pela Operação Lava-Jato há quatro anos, não consegue prever um prazo para o fim das investigações sobre o maior esquema de corrupção do Brasil, que já mandou vários empresários e políticos dos mais poderosos do país para a prisão. Moro disse em entrevista em Nova York que a Lava-Jato é “imprevisível”, embora ache que a maior parte do seu trabalho esteja quase concluída.

O juiz de 45 anos já colocou atrás das grades a elite das empresas de construção do Brasil, vários executivos da Petrobras, ex-presidentes da Câmara, um senador no exercício do mandato, um ex-governador, e até mesmo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Casos de corrupção relacionados à Lava-Jato também permanecem nas mãos de outros juízes de outros estados, como Rio e Brasília, e com o Supremo Tribunal Federal, observou ele.

“A investigação não têm prazo de validade. Investigações criminais muitas vezes são imprevisíveis, dependem dos fatos”, disse o juiz. “Enquanto as evidências continuarem, continuaremos fazendo nosso trabalho. Como juízes e promotores, não temos uma opção.”

WATERGATE
Moro rejeita a ideia de que a incerteza resultante de uma investigação prolongada é prejudicial para a maior economia da América Latina, atualmente em recuperação depois de atravessar uma profunda recessão.

Melhorar o Estado de direito, argumentou ele, trará resultados positivos a longo prazo para brasileiros e investidores estrangeiros.

“Os investidores devem pensar no quadro mais amplo”, disse ele, fazendo uma comparação com o escândalo de Watergate nos Estados Unidos. “Isso trouxe instabilidade política, mas seria melhor deixar Richard Nixon na Presidência?”

O sucesso no combate à corrupção no Brasil também depende de mudanças na lei. Acabar com os privilégios legais que permitem que os políticos sejam julgados apenas no STF, onde os casos geralmente tramitam bem mais devagar, é um passo crucial para reduzir a impunidade, disse Moro. Outro é acabar com o sistema de apadrinhamento que coloca os políticos no comando das empresas estatais.

Moro disse considerar que a decisão do STF de restringir o foro privilegiado a senadores e deputados por crimes cometidos fora do mandato foi um avanço, assim como a decisão da Corte de proibir que empresas façam doações eleitorais a candidatos. “Eu acho que deveriam ser eliminados todos os privilégios como os que temos. Eles não fazem muito sentido se você tem esse compromisso público com a igualdade.”

Apesar da magnitude e da abrangência dos escândalos de corrupção descobertos pela Lava-Jato, para Moro, a sociedade não deve se sentir desencorajada, pelo contrário, perceber que a corrupção está finalmente sendo combatida. “Os brasileiros devem se orgulhar, eles foram para as ruas para protestar”, disse o juiz, muitas vezes retratado como um super-herói por seus fãs.

Ele considera o apoio popular essencial para proteger a Lava-Jato de seus inimigos e descartou qualquer plano de concorrer a um cargo político. “Isto é uma fantasia. Eu não posso concorrer nessas eleições e fiz a promessa de que não vou concorrer nunca no futuro. Sou feliz sendo juiz”.

Em vez disso, Moro disse que pensa em tirar um tempo para estudar Direito no exterior, provavelmente nos Estados Unidos: “Eu acho que poderia ser um bom momento para sair do calor.”


Tattá Cabral – com Bloomberg
 
16.01.2019
Santos apresenta Soteldo
16.01.2019
Temporal provoca estragos em Maringá
16.01.2019
Brasileiros podem ter até 4 armas de fogo
16.01.2019
Homem é preso ao asfixiar bebê com álcool
15.01.2019
Maringá é destaque em investimentos em educação
15.01.2019
Cursinho UEM está recebendo pré-inscrições
15.01.2019
Ladrões furtam Secretaria do Meio Ambiente
15.01.2019
Restituição do IR começa a pagar hoje R$ 667 milhões
15.01.2019
Idosa morre durante briga entre filho e nora grávida
14.01.2019
Christina Rocha posta foto e impressiona
14.01.2019
Conselho Tutelar será notificado quando aluno faltar a aula
14.01.2019
Prefeitura intima Santa Rita e Hospital do Câncer
14.01.2019
PM apreende entorpecentes, arma e munição
14.01.2019
Ministro italiano agradece a Bolsonaro
14.01.2019
Fevereiro deve ter mutirão de atendimentos especializados
11.01.2019
Alerta contra a dengue
11.01.2019
São Paulo perde para Eintracht
11.01.2019
Parque Estadual em Maringá e Marialva é arquivado
11.01.2019
UEM se manifesta sobre corte de recursos
11.01.2019
PM estoura ponto de tráfico no Conjunto Requião
11.01.2019
Carnês do IPTU continuam sendo entregues em Maringá
10.01.2019
Semob aplicou 914 multas em 2018 por estacionar irregular
10.01.2019
Vagas em creches privadas vão custar R$ 30 milhões
10.01.2019
Governo vai fazer pente-fino no INSS
10.01.2019
Paiçandu registra o primeiro homicídio do ano
10.01.2019
Governo cancela repasse de verbas para obras em Maringá
09.01.2019
Prefeitura deve publicar edital de vagas em creche
09.01.2019
Maringaense será diretor de Igualdade Étnico-racial
09.01.2019
Dívida da Prefeitura com Hospital do Câncer é de R$ 2,6 milhões
09.01.2019
Segurança no Paraná terá integração, planejamento e inteligência
09.01.2019
Quatro pessoas ficam feridas em colisão
08.01.2019
Flamengo quer Bruno Henrique
08.01.2019
Vereador propõe Lei Antivandalismo
08.01.2019
Semob toma medidas para Av. Morangueira
08.01.2019
Maringá Encantada é prorrogada
08.01.2019
Mulher é esfaqueada pela nora
08.01.2019
Prefeitura começa a receber os kits escolares
07.01.2019
Filme sobre Queen vence Globo de Ouro
07.01.2019
Hemocentros precisam de doações na época de férias
07.01.2019
Bolsonaro diz que caixa-preta começou a ser aberta
07.01.2019
Hospital procura família de jovem baleado
05.01.2019
Governo não vai aumentar impostos, afirma Onyx
05.01.2018
4º BPM divulga comparativo entre 2017-2018
05.01.2019
Maringá terá o maior pomar urbano público do Brasil
05.01.2019
Nove presos não retornam após saída temporária
04.01.2019
Boselli confirmado no Corinthians
04.01.2019
Solicitação do passe do estudante já está disponível
04.01.2019
Dólar fecha em queda e Bolsa bate recorde
04.01.2018
Transporte Coletivo em Maringá sem reajuste
03.01.2019
Disney pretende desbancar Netflix
03.01.2019
Schumacher completa 50 anos
03.01.2019
Agência do Trabalhador têm vagas de emprego
03.01.2019
Dólar cai e bolsa bate recorde no primeiro dia do governo Bolsonaro
03.01.2019
Crianças e idoso estão desaparecidos em Maringá
03.01.2019
Prefeitura anuncia abertura de 350 vagas de estágios
02.01.2019
Ministro tomam posse no novo governo
30.12.2018
Aumenta número de microempreendedores em Maringá
30.12.2018
Amanda Nunes vence Cris Cyborg
30.12.2018
Virada de ano em Maringá
30.12.2018
Bandeira tarifária em janeiro será verde
30.12.2018
Prefeito Ulisses Maia avalia os dois primeiros anos de mandato
28.12.2018
Nova ala do HU não tem servidores nem equipamentos
28.12.2018
Feriados atrasam coleta de lixo em Maringá
28.12.2018
Bolsonaro estudar aumentar validade da CNH de 5 para 10 anos
28.12.2018
Prevenção contra dengue e escorpiões deve se intensificar
28.12.2018
Árvore dos desejos é mantida na Catedral
28.12.2018
Morre menino atropelado na véspera de Natal
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Avenida Store
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual