Maringá, 17 de Outubro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
21.05.2018
Moro: não há prazo para fim da Lava Jato
Nova York - Sérgio Moro, o juiz responsável pela Operação Lava-Jato há quatro anos, não consegue prever um prazo para o fim das investigações sobre o maior esquema de corrupção do Brasil, que já mandou vários empresários e políticos dos mais poderosos do país para a prisão. Moro disse em entrevista em Nova York que a Lava-Jato é “imprevisível”, embora ache que a maior parte do seu trabalho esteja quase concluída.

O juiz de 45 anos já colocou atrás das grades a elite das empresas de construção do Brasil, vários executivos da Petrobras, ex-presidentes da Câmara, um senador no exercício do mandato, um ex-governador, e até mesmo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Casos de corrupção relacionados à Lava-Jato também permanecem nas mãos de outros juízes de outros estados, como Rio e Brasília, e com o Supremo Tribunal Federal, observou ele.

“A investigação não têm prazo de validade. Investigações criminais muitas vezes são imprevisíveis, dependem dos fatos”, disse o juiz. “Enquanto as evidências continuarem, continuaremos fazendo nosso trabalho. Como juízes e promotores, não temos uma opção.”

WATERGATE
Moro rejeita a ideia de que a incerteza resultante de uma investigação prolongada é prejudicial para a maior economia da América Latina, atualmente em recuperação depois de atravessar uma profunda recessão.

Melhorar o Estado de direito, argumentou ele, trará resultados positivos a longo prazo para brasileiros e investidores estrangeiros.

“Os investidores devem pensar no quadro mais amplo”, disse ele, fazendo uma comparação com o escândalo de Watergate nos Estados Unidos. “Isso trouxe instabilidade política, mas seria melhor deixar Richard Nixon na Presidência?”

O sucesso no combate à corrupção no Brasil também depende de mudanças na lei. Acabar com os privilégios legais que permitem que os políticos sejam julgados apenas no STF, onde os casos geralmente tramitam bem mais devagar, é um passo crucial para reduzir a impunidade, disse Moro. Outro é acabar com o sistema de apadrinhamento que coloca os políticos no comando das empresas estatais.

Moro disse considerar que a decisão do STF de restringir o foro privilegiado a senadores e deputados por crimes cometidos fora do mandato foi um avanço, assim como a decisão da Corte de proibir que empresas façam doações eleitorais a candidatos. “Eu acho que deveriam ser eliminados todos os privilégios como os que temos. Eles não fazem muito sentido se você tem esse compromisso público com a igualdade.”

Apesar da magnitude e da abrangência dos escândalos de corrupção descobertos pela Lava-Jato, para Moro, a sociedade não deve se sentir desencorajada, pelo contrário, perceber que a corrupção está finalmente sendo combatida. “Os brasileiros devem se orgulhar, eles foram para as ruas para protestar”, disse o juiz, muitas vezes retratado como um super-herói por seus fãs.

Ele considera o apoio popular essencial para proteger a Lava-Jato de seus inimigos e descartou qualquer plano de concorrer a um cargo político. “Isto é uma fantasia. Eu não posso concorrer nessas eleições e fiz a promessa de que não vou concorrer nunca no futuro. Sou feliz sendo juiz”.

Em vez disso, Moro disse que pensa em tirar um tempo para estudar Direito no exterior, provavelmente nos Estados Unidos: “Eu acho que poderia ser um bom momento para sair do calor.”


Tattá Cabral – com Bloomberg
 
16.10.2018
Brasil e da Argentina jogam hoje
16.10.2018
Prefeitura inicia construção de 49 casas em Iguatemi
16.10.2018
Horário de verão começa dia 4 de novembro
16.10.2018
Milhares ficam sem energia após temporal em Maringá
16.10.2018
Mais de 75% dos partos da rede pública são cesáreas
16.10.2018
Homem morre em colisão no Contorno Norte
15.10.2018
Semop segue com obras na Avenida Carlos Borges
15.10.2018
Palmeiras líder de novo
15.10.2018
Bolsonaro usa redes sociais para desmentir Haddad
15.10.2018
Rotam prende traficante com 116 quilos de drogas
15.10.2018
Maringá é destaque em Logística Reversa no Paraná
11.10.2018
PT muda de cor para enganar o eleitor
11.10.2018
Bolsonaro lidera no segundo turno com 54%
11.10.2018
Homem que morreu em motel foi vítima de causas naturais
11.10.2018
Cruzeiro vence a primeira da final
11.10.2018
Ulisses Maia volta atrás e suspende projeto de novo imposto
11.10.2018
Movimento na região de Maringá deve aumentar 20% no feriadão
10.10.2018
Começa a disputa pela Copa do Brasil
10.10.2018
Cidade de Sarandi comemora 37 anos
10.10.2018
Câmara aprova projeto de segurança e fiscalização de combustíveis
10.10.2018
Maia assina projeto para implantar o “botão do pânico”
10.10.2018
“Gatorade” de cocaína é usado para matar presos
10.10.2018
Prefeitura faz projeto para cobrar novo tributo
09.10.2018
Partidos devem anunciar apoio no segundo turno
09.10.2018
Calçadas irregulares rendem quase 2 mil notificações
09.10.2018
Maringá elege oito deputados e aumenta representatividade
09.10.2018
Universidade inaugura sistema de monitoramento
09.10.2018
MP denuncia homem por feminicídio
08.10.2018
Vídeos com problemas nas urnas eletrônicas viralizam
08.10.2018
Haddad está em Curitiba pedindo conselho na prisão
08.10.2018
Briga termina em assassinato no Ebenezer
07.10.2018
Ratinho Júnior é eleito governador do Paraná
07.10.2018
A noite da vergona do UFC
07.10.2018
Bolsonaro e Haddad disputam o segundo turno
06.10.2018
“Operações Eleitorais” unem órgãos de segurança de Maringá
07.10.2018
Prefeitura abre licitação para agência de publicidade
07.10.2018
Mais de 147 milhões de eleitores devem ir às urnas neste domingo
06.10.2018
Plano de mobilidade urbana será elaborado em 2019
06.10.2018
Presos libertam reféns e encerram rebelião
05.10.2018
Cruzeiro fora da Libertadores
05.10.2018
Eleitor pode consultar local de votação por telefone
05.10.2018
Polícia Militar monta esquema para as Eleições 2018
05.10.2018
Depen controla rebelião na Penitenciária Estadual
04.10.2018
Palmeiras avança na Libertadores
04.10.2018
Agentes de trânsito vão receber adicional por periculosidade
04.10.2018
Festa das Nações
04.10.2018
Candidato a governo de São Paulo sofre ataque a tiros
04.10.2018
Maringá terá reajuste de 4,2% no IPTU em 2019
03.10.2018
Prefeitura abre licitação para novos jazidos
03.10.2018
Projeto “Trânsito em Sala de Aula”
03.10.2018
Bolsonaro dispara a 32% segundo Datafolha
03.10.2018
João Gordo relembra saída da MTV
03.10.2018
Maringá atingiu a maior arrecadação do ISSQN da história
03.10.2018
Mulher atropela e fere ex-marido
02.10.2018
Problema de umidade em solo da Catedral
02.10.2018
Maringá tem R$ 2,1 bi em poupança
02.10.2018
Palocci diz que houve desonestidade em toda a estrutura do PT
02.10.2018
Paraná não terá lei seca nas eleições 2018
02.10.2018
Atirador mata jovem pelas costas
01.10.2018
Palmeiras é novo líder do Brasileiro
01.10.2018
Manifestantes vão às ruas em apoio a Jair Bolsonaro
01.10.2018
Terremoto e tsunami na Indonésia causam mais de 800 mortes
01.10.2018
Atividades diversas marcam a Semana do Idoso
01.10.2018
Sanepar é proibida de cobrar taxa mínima de água e esgoto
01.10.2018
Professor denuncia ação durante eleições da UEM
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual