Maringá, 17 de Outubro de 2018
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
08.07.2018
Começa resgate de meninos presos em caverna na Tailândia
Uma equipe internacional de socorristas retirou dois dos garotos presos em um complexo de cavernas na Tailândia, disse à agência de notícias Reuters o diretor do departamento de saúde de Chiang Rai, Tossathep Boonthong, que também faz parte da equipe de resgate.

Eles foram tratados numa tenda médica instalada na entrada da caverna e serão levados ao hospital. Duas ambulâncias acabam de deixar o parque.

As autoridades decidiram começar na manhã deste domingo a arriscada operação para tirar 12 garotos e seu técnico de futebol de um complexo de cavernas na Tailândia — onde eles estão presos há duas semanas — com receio de que a dificulte ainda mais a situação.

Eles estão chamando a operação de "Dia D", e dizem que os garotos estão saudáveis e prontos para serem retirados de lá pelos mergulhadores experientes que vêm levando suprimentos e assistência médica para eles há dias.

O grupo está na saliência de uma rocha 4 km adentro do complexo Tham Luang, o quarto maior do país. Fortes chuvas estão previstas para este domingo na província de Chiang Rai, onde fica a caverna — e ela já começou.

As autoridades vinham tentando escoar o máximo de água possível do local para viabilizar um resgate sem a necessidade de mergulho, mas eles decidiram que não podem mais esperar. Neste momento, o nível de água na caverna é o menor desde que o grupo foi encontrado, há dez dias. O risco é que as chuvas voltem a fazer esse nível subir.

Os mergulhadores vinham ensinando aos 13 na caverna como respirar embaixo d'água e como usar o equipamento de mergulho. O mais importante agora, dizem eles, é evitar "pânico".

Na última semana, uma enorme operação de voluntários e da mídia se formou no local onde fica a entrada da caverna.

Mas nas primeiras horas do domingo, os jornalistas foram realocados para um ponto mais afastado e aumentou o número de policiais na entrada, aumentando a especulação de que o resgate começaria.

Em seguida, o líder da operação, Narongsak Osottanakorn, confirmou que 13 mergulhadores haviam entrado na caverna para começar a trazer de volta os 12 meninos e seu técnico, de 25 anos.

Além deles, outros socorristas estão na caverna a postos, incluindo mergulhadores de Tailândia, Estados Unidos, Austrália, China e Europa.

"Esse é o dia D. Os garotos estão prontos para enfrentar esse desafio", afirmou.

Narongsak disse ainda que todos os garotos foram examinados por um médico e estão "saudáveis fisicamente e mentalmente... Eles estão determinados e focados".

Tanto o grupo quanto seus familiares concordaram que eles deveriam ser removidos do local assim que possível.

Há um forte clima de expectativa no acampamento onde se reúnem voluntários de todo o país e internacionais, familiares e jornalistas, segundo a repórter da BBC Helier Cheung.

Por que as autoridades decidiram pela retirada hoje?

Inicialmente, as autoridades locais e especialistas pensaram em manter o grupo dentro da caverna até o fim do período de monções na região — o que poderia significar que eles ficariam meses ali.

Também houve tentativas de cavar buracos para conseguir um acesso direto ao local e de vasculhar a montanha em busca de outra entrada.

Mas estamos apenas no início da estação mais chuvosa no país, e ficou claro que a enchente que fez com que o grupo ficasse preso pode piorar nos próximos dias.

Os socorristas vêm tentando escoar água para fora da caverna e, neste momento, segundo o líder da operação, o nível de água lá dentro é o mais baixo até agora.

"Não há outro dia além de hoje para estamos mais prontos. Se não (começarmos hoje), perderemos a oportunidade", afirmou.

A viagem de ida e volta até o local onde o grupo de garotos está é exaustiva até mesmo para mergulhadores experientes — dura 11 horas no total, seis para a ida e cinco para a volta.

Espera-se que o primeiro dos garotos chegue às 21h do horário local, por volta de 11h no Brasil. A retirada do grupo pode durar pelo menos três dias, segundo as autoridades.

Eles terão que andar nas rochas, caminhar na água, escalar e mergulhar — tudo na completa escuridão — com o auxílio de cordas que já foram colocadas em todo o percurso para guiá-los.

Segundo o governo tailandês, que divulgou nesta manhã o plano do resgate, os garotos serão divididos em quatro grupos e transportados um a um. O técnico estará no último grupo.

Usando máscaras de mergulho de rosto inteiro, que são melhores para iniciantes, cada garoto será acompanhado por dois mergulhadores, que também carregarão seu tanque de oxigênio.

Haverá quatro pontos no caminho em que eles poderão parar para descansar e receber atendimento médico.

Segundo o governo, a vantagem do plano é que ele pode ser executado rapidamente e sem a necessidade de muitos recursos.

No entanto, ele requer muita habilidade dos mergulhadores. Os garotos têm que saber o básico sobre mergulhar, além de manterem-se tranquilos e não entrarem em pânico. Esta é uma das razões pelas quais eles serão separados.

O pior trecho fica mais ou menos na metade do caminho de volta — eles passarão por um local chamado de "Bifurcação em T", que é tão estreito não é possível levar os tanques de oxigênio nas costas.

Nesse momento, os mergulhadores vão tirar os tanques de suas costas, colocá-los no chão e rolá-los devagar, enquanto guiam o garoto pelo canal.

Algum tempo depois, eles chegarão na Câmara 3, a caverna que é usada como base avançada para os mergulhadores. Lá, irão descansar, ser examinados novamente e caminhar até a saída, de onde devem ser levados diretamente para um hospital local.

Um mergulhador experiente da Marinha, Saman Gunan, morreu dentro da caverna durante a viagem de volta, em uma indicação do quão difícil é a missão. Ele tinha ido levar tanques de oxigênio ao grupo.

Por que o grupo de garotos entrou na caverna?

Os garotos fazem parte do time de futebol Wild Boars e têm entre 11 e 16 anos. Eles conhecem bem a área.

Acredita-se que eles foram para a caverna no dia 23 de junho após um treino, para comemorar o aniversário de um dos colegas, e levaram apenas alimentos básicos.

Mas, por causa da época do ano, uma enchente provocada pela chuva os deixou presos lá dentro, cerca de 600 metros sob a superfície.

Eles foram encontrados por mergulhadores no domingo passado. Estavam famintos e assustados, mas, bem considerando as circunstâncias.

Desde então, mergulhadores da Marinha os fazem companhia, e levam comida, luz e tratamento médico para eles regularmente.

Eles também conseguiram escrever cartas aos familiares e ler as que foram escritas para eles.

Foto - Reprodução
 
16.10.2018
Brasil e da Argentina jogam hoje
16.10.2018
Prefeitura inicia construção de 49 casas em Iguatemi
16.10.2018
Horário de verão começa dia 4 de novembro
16.10.2018
Milhares ficam sem energia após temporal em Maringá
16.10.2018
Mais de 75% dos partos da rede pública são cesáreas
16.10.2018
Homem morre em colisão no Contorno Norte
15.10.2018
Semop segue com obras na Avenida Carlos Borges
15.10.2018
Palmeiras líder de novo
15.10.2018
Bolsonaro usa redes sociais para desmentir Haddad
15.10.2018
Rotam prende traficante com 116 quilos de drogas
15.10.2018
Maringá é destaque em Logística Reversa no Paraná
11.10.2018
PT muda de cor para enganar o eleitor
11.10.2018
Bolsonaro lidera no segundo turno com 54%
11.10.2018
Homem que morreu em motel foi vítima de causas naturais
11.10.2018
Cruzeiro vence a primeira da final
11.10.2018
Ulisses Maia volta atrás e suspende projeto de novo imposto
11.10.2018
Movimento na região de Maringá deve aumentar 20% no feriadão
10.10.2018
Começa a disputa pela Copa do Brasil
10.10.2018
Cidade de Sarandi comemora 37 anos
10.10.2018
Câmara aprova projeto de segurança e fiscalização de combustíveis
10.10.2018
Maia assina projeto para implantar o “botão do pânico”
10.10.2018
“Gatorade” de cocaína é usado para matar presos
10.10.2018
Prefeitura faz projeto para cobrar novo tributo
09.10.2018
Partidos devem anunciar apoio no segundo turno
09.10.2018
Calçadas irregulares rendem quase 2 mil notificações
09.10.2018
Maringá elege oito deputados e aumenta representatividade
09.10.2018
Universidade inaugura sistema de monitoramento
09.10.2018
MP denuncia homem por feminicídio
08.10.2018
Vídeos com problemas nas urnas eletrônicas viralizam
08.10.2018
Haddad está em Curitiba pedindo conselho na prisão
08.10.2018
Briga termina em assassinato no Ebenezer
07.10.2018
Ratinho Júnior é eleito governador do Paraná
07.10.2018
A noite da vergona do UFC
07.10.2018
Bolsonaro e Haddad disputam o segundo turno
06.10.2018
“Operações Eleitorais” unem órgãos de segurança de Maringá
07.10.2018
Prefeitura abre licitação para agência de publicidade
07.10.2018
Mais de 147 milhões de eleitores devem ir às urnas neste domingo
06.10.2018
Plano de mobilidade urbana será elaborado em 2019
06.10.2018
Presos libertam reféns e encerram rebelião
05.10.2018
Cruzeiro fora da Libertadores
05.10.2018
Eleitor pode consultar local de votação por telefone
05.10.2018
Polícia Militar monta esquema para as Eleições 2018
05.10.2018
Depen controla rebelião na Penitenciária Estadual
04.10.2018
Palmeiras avança na Libertadores
04.10.2018
Agentes de trânsito vão receber adicional por periculosidade
04.10.2018
Festa das Nações
04.10.2018
Candidato a governo de São Paulo sofre ataque a tiros
04.10.2018
Maringá terá reajuste de 4,2% no IPTU em 2019
03.10.2018
Prefeitura abre licitação para novos jazidos
03.10.2018
Projeto “Trânsito em Sala de Aula”
03.10.2018
Bolsonaro dispara a 32% segundo Datafolha
03.10.2018
João Gordo relembra saída da MTV
03.10.2018
Maringá atingiu a maior arrecadação do ISSQN da história
03.10.2018
Mulher atropela e fere ex-marido
02.10.2018
Problema de umidade em solo da Catedral
02.10.2018
Maringá tem R$ 2,1 bi em poupança
02.10.2018
Palocci diz que houve desonestidade em toda a estrutura do PT
02.10.2018
Paraná não terá lei seca nas eleições 2018
02.10.2018
Atirador mata jovem pelas costas
01.10.2018
Palmeiras é novo líder do Brasileiro
01.10.2018
Manifestantes vão às ruas em apoio a Jair Bolsonaro
01.10.2018
Terremoto e tsunami na Indonésia causam mais de 800 mortes
01.10.2018
Atividades diversas marcam a Semana do Idoso
01.10.2018
Sanepar é proibida de cobrar taxa mínima de água e esgoto
01.10.2018
Professor denuncia ação durante eleições da UEM
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Paraná Banco
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual