Maringá, 25 de Março de 2019
GLOBAL BENEFÍCIOS Black Bull Steak House
 
Untitled Document
14.03.2018
Lotéricas deixam de receber faturas da Copel
A Caixa Econômica Federal comunicou ontem que suspendeu os serviços para pagamento das faturas de consumo da Companhia Paranaense de Energia (Copel), em lotéricas e agências bancárias.

O contrato para realização do serviço foi rescindido pela Caixa, depois que a Copel não aceitou pedido de reajuste nas tarifas do serviço, a medida vale para todo o Paraná. Em Maringá, ao todo 25 lotéricas deixam de receber as contas.

O contrato entre as empresas foi renovado em janeiro deste ano, com validade até janeiro de 2019. Contudo, em fevereiro a Caixa pediu reajuste nos preços pagos pelo serviço, justificado pelo aumento dos custos de manutenção dos canais de lotéricas e correspondentes bancários.

A Copel não aceitou o pedido de reajuste e também não recebeu os documentos solicitados à Caixa, para análise dos custos. A Caixa decidiu suspender os serviços enquanto a empresa paranaense de energia tentou impedir a ação judicialmente, sem êxito.

NOTAS
Em nota, a Copel explicou que “o contrato com a Caixa foi renovado em janeiro, com reajuste com base no INPC conforme previsto em cláusula contratual, e possui vigência até janeiro de 2019. No entanto, em fevereiro o banco reivindicou um reajuste de 47% nesta taxa”. A companhia então solicitou que o banco fornecesse documentos para comprovar a necessidade da percentagem de reajuste, que não foram enviados pela Caixa.

A Copel reforçou que está negociando para resolver o impasse e ressaltou que os clientes que costumam usar as lotéricas para pagar a fatura de energia permanecem com a rede conveniada, (composta por bancos, mercados, farmácias, grandes lojas varejistas, entre outras) à disposição. A lista completa da rede arrecadadora da Copel pode ser acessada no site copel.com.

Também em nota, a Caixa informou que negociou com seus clientes arrecadadores, entre eles a Copel, para realinhamento das tarifas de arrecadação por meio dos referidos canais. A instituição defendeu ainda que, mesmo com “todos os esforços empreendidos pela Caixa para a manutenção do serviço, a COPEL não consentiu com a proposta de realinhamento das tarifas e optou pela via judicial para tentar compelir a manutenção dos serviços, que não logrou êxito”, justificou.

Cláudio Santos
Foto - Reprodução
 
22.03.2019
Fusão de Disney e Fox deve resultar em demissões
22.03.2019
Temer fica preso em sala da PF no Rio
22.03.2019
Maringá confirma 10 novos casos de dengue
22.03.2019
Laboratório da UEM realiza inspeções em combustíveis
22.03.2019
Construção da pista de skate na Vila Olímpica é paralisada
22.03.2019
Mulher agride policial ao ser presa
Nipo Brasileiro Contabilidade
Asia Sushi Beer
SINCONFEMAR
Della Pizza
B1
Centro Comercial Tiradentes
Avenida Store
MAPA - Venda de Ônibus
Oliver Media
Garage Motors
OdontoAtual